Pilates na reabilitação sim!


Quando pensamos em reabilitação, logo nos vem à mente a fisioterapia convencional. Mas, uma vez que o Pilates é um método seguro, eficaz e completo que visa um equlíbrio neuromuscular do corpo como um todo. Por que não o incorporar no tratamento de reabilitação?
O Pilates trabalha a mente e o corpo em conjunto e possui como princípios básicos: concentração, controle, centralização e respiração. A partir desses princípios, aplicados por meio de um vasto repertório de exercícios, ele oferece vários benefícios como: aumento da força e resistência muscular, melhora da mobilidade e amplitude de movimento (ADM) da articulação acometida e das adjacentes, melhora da função e flexibilidade, além de uma melhora da respiração, coordenação motora, postura, equilíbrio estático e dinâmico. Os exercícios de baixo impacto e de poucas repetições proporcionam resultados eficazes e, ao mesmo tempo, menos desgastantes às articulações e músculos.
Dessa forma, o Pilates pode e deve ser utilizado como ferramenta de reabilitação de diversas disfunções: no pré ou pós-operatório de cirurgias ortopéticas, no tratamento conservador, em dores crônicas e em algumas disfunções neurológicas (Parkison, esclerose múltipla, etc).
O Pilates tira essa visão de tratar exclusivamente o segmento lesionado, mas trata o corpo como um todo, melhorando a disfunção em si e equilibrando o corpo das várias adaptações (musculares, fásciais e até mesmo neurais) que se faz em virtude da lesão. É um método que não oferece contraindicações absolutas, mas exige, sim, alguns cuidados e adaptações nos exercícios, no posicionamento e no contole da amplitude de alguns movimentos, de forma que se respeite sempre o ritmo e a progressão de cada paciente.
Além dos beneficios físicos oferecidos pelo método, o ambiente de um estúdio de Pilates e a convivência com os demais alunos proporciona uma melhora no estado emocional e psicológico do paciente, acelerando muitas vezes até o processo de reabilitação e recuperação.
Claro que o sucesso do tratameto deve-se à escolha de um profissional competente e capacitado que vai saber aplicar o método de acordo com a disfunção apresentada de forma segura e individualizada.

wwww.vittalisa.com.br 4726-8522

Posted in Uncategorized | Comments Off on Pilates na reabilitação sim!

Pilates- uma prática eficaz e segura!


Pilates é um conjunto de exercícios elaborados que podem ser feitos no chão, ou utilizando equipamentos especiais, desenvolvidos pelo criador do método, Joseph Pilates. 

O método promete fortalecer a musculatura, alongar, equilibrar, tonificar, melhora problemas posturais, ajuda a prevenir lesões, melhora o condicionamento físico, pode ser praticado por pessoas em fase de reabilitação até atletas, relaxar e energizar seu corpo. A única coisa que o Pilates não condicionará o suficiente será o sistema cardiovascular. 

Algumas pessoas imaginam Pilates como um método bastante tranquilo e fácil. Porém, após o nível iniciante, o método pode ficar bastante pesado.

A quantidade de sessões por semana para um iniciante deveria fazer preferencialmente duas sessões individuais por semana. Para aqueles que estão dispostos a um trabalho mais intenso, três vezes por semana é indicado. Adicionar uma aula de solo ao trabalho de duas vezes por semana nos equipamentos irá tornar o trabalho bem eficiente.

Pessoas que praticam Pilates com regularidade, após dois meses de prática, acabam por internalizar os princípios do método e utilizá-los no dia a dia. Ainda é recomendado praticar em conjunto atividades aeróbicas duas a três vezes por semana por no mínimo meia hora.

O que posso esperar da minha primeira aula ou sessão individual? Idealmente sua primeira aula será sobre princípios e fundamentos. Esta aula explica os princípios atrás do método Pilates, e ensina todos os fundamentos básicos necessários à execução dos movimentos.

De acordo dom as vestimentas, vista algo que permita mover-se de forma confortável, isso permitirá que você respire, dobre e alongue sem restrições. Tecidos elásticos são recomendados. Não use roupas volumosas que escondam o seu tórax, dificultando a observação do instrutor sobre a execução do movimento, diminuindo assim a eficácia de aula.

Pilates irá me ajudar a perder peso? Depende! Vou colocar três fatores que influenciam a resposta:

Intensidade da aula

Frequência na semana

Hábitos alimentares 
Tudo isso será organizado por você. Você é o responsável pelo seu resultado e não seu intrutor.

Quem não pode praticar Pilates? Em geral, pessoas com quadro álgico agudo e aquelas que podem ter sua condição agravada pelo movimento. De qualquer forma, você deve consultar seu médico antes de iniciar qualquer programa de condicionamento físico. 

Se o seu objetivo é perder peso, comece com uma alimentação saudável, faça Pilates para ajudar a tonificar e modelar o corpo, e pratique alguma atividade cardio-vascular que, além de queimar gordura irá fortalecer o seu coração e pulmão.

www.vittalisa.com.br 4726-8522

Posted in Uncategorized | Comments Off on Pilates- uma prática eficaz e segura!

Pilates hipismo, um salto para a boa postura!


Postura, alongamento, fortalecimento, prevenção de lesões e manutenção do condicionamento físico! Parece mentira, mas todos esses benefícios estão reunidos em uma só técnica: o método Pilates.

A prática de treinamentos vigorosos ou repetitivos causa stress nos músculos esqueléticos, onde a dor é o principal sintoma durante e/ou depois do exercício. Stress repetitivo causa uma resposta inflamatória nos tecidos podendo levar de simples até graves traumatismos a problemas de saúde por toda vida.
A procura de praticantes de hipismo pelo método Pilates vem aumentado a cada dia. Suas principais queixas são: dores na coluna, ombros, tensão, lesões, stress e má postura.
 Problemas como esses podem desestruturar nosso corpo de tal maneira que algumas partes do organismo perdem suas funções normais dando origem a patologias, que em alguns casos impedem a realização de atividades esportivas, cotidianas e até mesmo recreativas.

O Método Pilates não é uma solução milagrosa para esses problemas. Mas pode auxiliar com muita eficácia, revertendo, melhorando ou atenuando os sintomas.

A ênfase no trabalho da musculatura abdominal auxilia a respiração e estabiliza o corpo, fator importante para a mobilidade articular, principalmente, da coluna vertebral. A partir daí sucede-se o trabalho sobre os grandes grupos musculares, que consiste em nossa cadeia muscular superficial e visível que proporciona definição, alongamento, postura entre outros benefícios físicos subseqüentes.

O Método Pilates além de ser uma “malhação” mais saudável, hoje também é a indicação mais completa e avançada para patologias músculo-tendíneas com alívio gradual da dor e prevenção da possibilidade de novas crises.

“Procurei Pilates por sentir dores nas costas, que é muito comum para praticantes de hipismo. Hoje após cinco meses, e praticando uma vez por semana, já não sinto dores, além da visível melhora do equilíbrio sobre o cavalo. Gostaria de praticar Pilates mais vezes, mas infelizmente falta-me tempo. Coincidentemente após o inicio da pratica de Pilates, meus resultados melhoraram muito, inclusive, com a conquista da principal vitória em minha carreira: o Grande Premio do CSI-W Indoor 2006”, relata o cavaleiro e instrutor da Sociedade Hípica paulista, José Luiz de Carvalho.

www.vittalisa.com.br 4726-8522

Posted in Uncategorized | Comments Off on Pilates hipismo, um salto para a boa postura!

Como retardar a perda de massa muscular na terceira idade!


envelhecemos sofremos um processo de diminuição da nossa massa muscular e, consequentemente, uma diminuição da função de nossos músculos. Essa é uma condição que ocorre em razão de um processo chamado “Sarcopenia”.
Sarcopenia é marcada pelo momento em que, além da perda de massa muscular, ocorre diminuição da força ou função, e esse é um processo ocasionado por uma variedade de fatores, como decréscimo do número de fibras musculares, atrofia das fibras musculares, sedentarismo, além dos fatores metabólicos, hormonais e etc.
Sabemos que perda de massa muscular é um processo comum com o avançar da idade, porém, é na faixa dos 60 anos que ela se torna clinicamente perceptível e suas consequências começam a incomodar no dia a dia, quando um simples ato de subir escadas ou ir à padaria se tornam sacrifícios, em função de piora na capacidade de locomoção e aumento na incidência de quedas, tornando idosos pessoas dependentes. Mas qual é a chave para reverter esse processo?
O que devemos fazer para retardar a perda de massa muscular na terceira idade?
No Pilates encontramos a resposta para essas perguntas, pois devemos nos orientar para três fatores: o grau de esforço a ser empregado, a frequência com que se deve praticar e qual o tipo de exercício a ser executado.
Estudos recomendam a escolha dos exercícios resistidos para prevenção da perda e massa muscular na terceira idade e que não são necessários treinos intensos e, sim, a repetição de esforços moderados, mantendo essa frequência por duas ou três vezes na semana. Aliado a esse trabalho podemos contar com os exercícios de alongamento e a riqueza de recursos proprioceptivos, que são encontrados em uma sala de Pilates. O resultado é um idoso equilibrado no que diz respeito a força e a flexibilidade muscular.

www.vittalisa.com.br 4726-8522

Posted in Uncategorized | Comments Off on Como retardar a perda de massa muscular na terceira idade!

Equilíbrio na gestação com pilates!

Podemos dizer que é relativamente comum a gestante torcer o pé, isso porque o equilíbrio nessa fase fica alterado. Sabe por quê?
Durante a gestação acontecem milhares de mudanças hormonais, como na relaxina.
A relaxina, produzida pela placenta, é responsável por proporcionar maior mobilidade dos ligamentos, além de atuar na capacidade do útero distender-se para acomodar o bebê.
Quando pensamos na ação da relaxina nas articulações da região, observamos vários benefícios, já que este ajuda a preparar o corpo para o parto, afastando os ossos da pelve e permitindo um aumento do canal de passagem do bebê. Porém, precisamos tomar alguns cuidados com a ação desse hormônio nas outras articulações, que por ficarem mais instáveis, podem ter maior risco de lesão. Esses cuidados precisam ser levados em conta tanto no dia a dia, quanto na atividade física.
Dicas que fazem toda a diferença
Cuidado com superfícies molhadas ou irregulares quando caminhar e atenção ao carregar peso, especialmente crianças.
Salto alto então, nem pensar. Além da falta de equilíbrio e risco de torções, existem outros fatores que fazem com que a gestante deva ficar longe do salto (mas vamos deixar para outra matéria).
No caso da atividade física – sempre supervisionada – exercícios que necessitem de equilíbrio passam a não ter mais objetivo. Uma das indicações do American College of Obstetrician and Gynecologist (ACOG) é exatamente essa: “as atividades devem minimizar o risco da perda de equilíbrio e trauma”. Portanto, cuidado com posicionamentos com risco de queda e com bases instáveis.
Malabarismos no Pilates não são indicados durante a gestação. Vamos deixar os exercícios aéreos para um pós parto tardio, certo?
Não podemos esquecer que, além da ação da relaxina nas articulações, a gestante também está com seu centro de gravidade alterado devido às alterações posturais, intensificando ainda mais o desequilíbrio. Por esse motivo, o cuidado deve ser redobrado.
O Pilates, com suas devidas adaptações, atua no fortalecimento muscular, que irá ajudar a estabilizar as articulações, substituindo, na medida do possível, os ligamentos em articulações como ombros, punhos, joelhos e tornozelos, melhorando a mecânica corporal.
Adaptações na rotina da gestante e na prática da atividade física são muito bem-vindas!

www.vittalisa.com.br

Posted in Uncategorized | Comments Off on Equilíbrio na gestação com pilates!

Pilates ameniza celulite!


A celulite nada mais é que células de gordura que se localizam sob a pele. Embora não existam tratamentos que a elimine totalmente, há muitas formas de amenizá-la. O Pilates pode ajudar. Confira:

A causa do aparecimento da celulite é determinada por vários fatores, tais como a má alimentação, fumo, sedentarismo, problemas hormonais, entre outros. E para melhorar o aspecto da pele, existem alguns hábitos que você deve adotar.

1 – Faça Pilates

Assim como outros exercícios, o Pilates melhora a circulação sanguínea. Uma das vantagens de praticá-lo, é que ele trabalha a flexibidade dos músculos, contraindo-os no decorrer dos movimentos. Como conseqüência, a circulação do sangue é estimulada. Com isso, o metabolismo passa a funcionar melhor e potencializa a redução da retenção de líquidos e a eliminação das toxinas.

Considerando que a celulite é causada também pelas toxinas que provém de alimentos gordurosos e que não são adequadamente drenados pelo corpo, o Pilates tem grande impacto na melhora.

2 – Beba água

Beba no mínimo 1,5 litros de água por dia. Além de melhorar o inchaço, ela garante o perfeito funcionamento de todos os órgãos do corpo.

Evite refrigerantes e bebidas alcoólicas, pois estes produtos não possuem nenhum valor nutritivo. Quando quiser variar, dê preferência aos sucos naturais.

3 – Tenha uma alimentação balanceada

Evite os alimentos com muito sal, pois eles causam retenção hídrica, o que acaba ocasionando o inchaço.

Evite, sempre que puder, produtos industrializados, embutidos e fast food. Substitua as frituras por refeições grelhadas, assadas ou cozidas. Evite alimentos gordurosos, como feijoada, pizzas, pães brancos, bolachas recheadas e sorvetes.

Alimentos integrais são boas fontes de fibras e ajudam a diminuir a absorção das gorduras, além de contribuir para a regulação do intestino.

Fazer exercícios de vez em quando e ter uma alimentação mais ou menos não trará resultado algum. É preciso associar bons hábitos alimentares com exercícios físicos regulares para ter mais saúde e, consequentemente, mais beleza e mais qualidade de vida.

www.vittalisa.com.br 4726-8522

Posted in Uncategorized | Comments Off on Pilates ameniza celulite!

Pilates é indicado para pacientes com fibromialgia! 


A fibromialgia pode ser entendida como uma síndrome clínica dolorosa de origem e causa ainda inconclusivas. Diante da variedade de sintomas apresentados, torna-se difícil seu diagnóstico, podendo ser confundida com diversas outras doenças quando estas cursam com quadros de dor difusa e fadiga.

Além da dor difusa em musculatura esquelética e do achado físico de múltiplos pontos sensíveis, a maior parte dos pacientes com fibromialgia também relata fadiga, rigidez muscular, dor após esforço físico e alterações no sono. Pode também haver sintomas de depressão, ansiedade, deficiência de memória, desatenção, cefaleia tensional ou enxaqueca, tontura, vertigens, parestesias (formigamentos), entre diversos outros sintomas não relacionados ao aparelho locomotor.

A dor é o principal sintoma da fibromialgia, por vezes, o nível da dor é tão intenso, que interfere no trabalho, nas atividades de vida diária e na qualidade de vida dos pacientes e o seu controle é um dos grandes objetivos do tratamento.

Há diversos motivos para justificar a atividade física nesta síndrome, dentre elas o aumento de neurotransmissores como a serotonina e o aumento de hormônios como o GH (hormônio do crescimento), além de outras alterações sistêmicas que contribuem diretamente para a melhora da dor, da qualidade do sono, da fadiga, da ansiedade e de outros sintomas. Outro benefício da atividade física é a possibilidade de socialização, contribuindo por influenciar positivamente alguns aspectos psicológicos. Os exercícios físicos têm representado a intervenção não medicamentosa mais empregada e estudada na fibromialgia.

Alguns dos benefícios gerais do método Pilates é melhorar a flexibilidade do corpo e a saúde em geral, com ênfase no tronco, força, postura e coordenação da respiração com movimento, resistência muscular abdominal e equilíbrio estático e dinâmico.

No paciente com fibromialgia, o alívio da dor e a maior flexibilidade fornecida por exercícios de Pilates, pode contribuir para o desempenho físico melhorado e reduzindo as necessidades de energia para o movimento das articulações (por reduzir a tensão do tecido). Outra importante contribuição da técnica de Pilates é evitar posições que exigem recrutamento muscular desnecessário e reduzir a fadiga precoce que prejudica a estabilidade desse paciente.

O acompanhamento de um profissional qualificado para as sessões de Pilates fará com que a conduta dos exercícios seja ainda mais específica e ideal para esse paciente, com foco no trabalho de postura, alongamento e fortalecimento buscando o alívio da dor nas regiões referidas pelo paciente, como coluna lombar e cervical, que são muito afetadas, e diminuição da rigidez.

A fibromialgia não tem cura, por isso é importante que o paciente com essa síndrome seja incentivado a persistir nas sessões de Pilates e no tratamento médico, para que mantenha uma qualidade de vida ideal.

www.vittalisa.com.br 4726-8522

Posted in fibromialgia, pilates em mogi das cruzes | Comments Off on Pilates é indicado para pacientes com fibromialgia! 

O que é pilates!!!


O Pilates é um método de exercício físico e alongamento que utiliza o peso do próprio corpo na sua execução. É uma técnica de reeducação do movimento que visa trabalhar o corpo todo, trazendo equilíbrio muscular e mental.
Ele trabalha vários grupos musculares ao mesmo tempo, através de movimentos suaves e contínuos, com ênfase na concentração, no fortalecimento e na estabilização dos músculos centrais do corpo (abdômen, coluna e pelve).
O Pilates mistura um treino de força e flexibilidade que ajuda a melhorar a postura, alongar e tonificar os músculos sem exageros. Os exercícios focam na qualidade dos movimentos, ao invés da quantidade, deixando o praticante revigorado após a prática. Todo o método está baseado em seis princípios que pretendem devolver ao homem uma movimentação mais espontânea e consciente: o centro de força (core), a concentração, o controle, a fluidez de movimento, a precisão e a respiração.
A técnica prioriza o equilíbrio, assim nenhum grupo muscular fica sobrecarregado e o corpo trabalha de forma mais eficiente qualquer movimento, desde atividades do dia a dia até a prática esportiva. Os exercícios de Pilates podem ser feitos no solo, com o auxílio de acessórios, ou em equipamentos, como o “Reformer”, o “Cadillac” e a “Chair”.
 
QUAIS OS BENEFÍCIOS DO PILATES?
• Alongar, tonificar e definir a musculatura sem exageros;

• Melhorar a postura;

• Tonificar a musculatura profunda do abdômen;

• Trabalhar a percepção do corpo e da mente;

• Prevenir e recuperar lesões;

• Reduzir o “stress” e aliviar as tensões;

• Deixar sua coluna mais forte e flexível;

• Melhorar a área de movimento das articulações;

• Melhora a circulação sanguínea;

• Aumentar a coordenação e o equilíbrio;

• Corrigir sobrecargas e alinhar os músculos;

• Melhorar a mobilidade e a agilidade;

• Complementar o seu treino esportivo;

• Melhorar o visual de seu corpo e a sua auto-estima.

www.vittalisa.com.br 4726-8522

Posted in Uncategorized | Comments Off on O que é pilates!!!

Alivio do estresse com relaxamento muscular!


Inúmeras vezes os clientes cancelam a pratica de atividades físicas devido a dores musculares e desconfortos gerais. Precisamos ouvir o nosso corpo e respeitar as mensagens que ele nos envia, esta é umas conversações mais importantes que se pode ter.

Como identificar a origem desses desconfortos

Será pelas horas prolongadas de posição incorreta, sentado ou pé?

Será por movimentos repetitivos, estresse e carga emocional?

As tensões não podem ser só musculares, a tensão nervosa acompanha, conduz a tensão muscular. As tensões podem estar carregadas das percepções “do corpo vivendo”, assim, na memoria todas as experiências passadas do corpo se enriquecem com a experiência presente. (S.PIRET– M.M. BEZIERS)

Existe uma forte conexão entre o estresse e alguns desconfortos musculares.

O estresse causa a liberação de hormônios que também causam tensão muscular e aumentam a percepção da dor, como o cortisol e o adrenocorticotrópico (ACTH) que estimula a produção de adrenalina.

Os músculos podem ser tensionados ao ponto de levar a um doloroso quadro de espasmo muscular. Os músculos das costas e do pescoço são particularmente os mais sensíveis aos efeitos do estresse. Em algumas pessoas o músculo trapézio recebe uma carga elevada de tensão muscular, como se estivesse “pendurado em um cabide”, ombros elevados e tensos.

Outro exemplo é a dor ciática, que pode tornar-se muito maior quando a pessoa se sente estressada.

Musculaturas sensíveis a hormônios como o cortisol podem ser facilmente afetadas e inicia facilmente um ciclo vicioso, o estresse causa tensão muscular, levando à dor, que por sua vez aumenta a tensão muscular e pode aumentar ainda mais o estresse.

Essas tensões fazem com que as pessoas comecem a perder a qualidade de movimentos nos afazeres do dia-a-dia.

Através do Método Pilates, podemos aliviar o estresse e reduzir a dor que é agravada ou causada pela tensão muscular. O Pilates trabalha o corpo como um todo de forma integrada, melhora a circulação, ajuda a eliminar as toxinas do corpo, levando ao alívio das condições provocadas pelo estresse através do relaxamento muscular. Quando realizado regularmente pode ajudar no controle do estresse e na origem desses desconfortos, permitindo fazer os movimentos do dia a dia com facilidade e harmonia.

www.vittalisa.com.br 4726-8522

Posted in Uncategorized | Comments Off on Alivio do estresse com relaxamento muscular!

Funcionalidade da coluna torácica !

Hoje vamos falar da coluna torácica, um segmento da coluna vertebral com função principal de mobilidade. Lembrando, antes de tudo, que o equilíbrio entre mobilidade e estabilidade é fundamental.

A coluna torácica possui uma cifose anatômica, que junto da lordose cervical e lordose lombar têm importante papel na absorção de impacto, manutenção da postura e funcionalidade da coluna vertebral.

A coluna vertebral pode sofrer diversas influências que irão interferir na sua funcionalidade, entre elas podemos citar: alterações musculoesqueléticas (envolvendo músculos e fáscia muscular), alterações posturais (podendo ser patológico ou relacionada a padrões psicológicos e emocionais), e atividades laborais (relacionadas as atividades no trabalho e lazer).

Alterações musculoesqueléticas

A fraqueza ou tensão muscular dos músculos da coluna torácica podem gerar hipomobilidade ou hipermobilidade das vértebras devido a ação dos músculos inseridos ou originados neste mesmo segmento, afetando os micromovimentos entre as vértebras . Além disso, a alteração na mobilidade ou estabilidade de outras articulações distais podem influenciar na funcionalidade da coluna torácica devido ação da fáscia muscular e interação entre as cadeias musculares.

Alterações posturais

As alterações posturais podem ser primárias ocorrendo na própria coluna torácica, sendo a alteração mais comum a hipercifose torácica, que irá interferir principalmente na mobilidade em extensão e rotação da coluna torácica. Podendo também ser secundária, ocorrendo nas articulações acima ou abaixo da articulação a ser observada. Neste caso, ao ocorrer hiperlordose ou retificação da coluna cervical e lombar, a coluna torácica também irá alterar sua curvatura com fins de compensação. Acompanhada destas alterações posturais podemos também observar a alteração na função destas articulações.

Além disso, as alterações posturais podem estar relacionadas aos padrões psicológicos e emocionais do indivíduo. Questão estas que podem ser explicadas pela neurociência, neurofisiologia e neuropsicologia. No caso da coluna torácica podemos relacionar questões como o medo, magoas, emoções repressadas, culpa e insegurança.

Atividades laborais

As atividades laborais estão diretamente relacionadas ao desenvolvimento de patologias ou desequilíbrios musculares e dores. Este fato se dá pela repetição de movimentos num mesmo plano de movimento ou para um mesmo lado, assim como a permanência na mesma posição por longos períodos de tempo. Em contrapartida temos o despreparo da musculatura, assim como a falta de mobilidade ou estabilidade para executar tal tarefa.

Considerações biomecânicas

Para considerar boa funcionalidade da coluna torácica é preciso primeiramente considerar os micromovimentos passivos e ativos entre as vértebras, considerar a postura estática, em seguida avaliar mobilidade e estabilidade dinâmica e padrões fundamentais de movimento.

Considerações finais

Os desalinhamentos da coluna torácica podem também estar relacionados a disfunções nos membros superiores, coração, pulmão, visícula biliar, estômago, fígado, pâncreas, baço, rins e intestino devido a ação do sistema nervoso periférico.

A funcionalidade de uma articulação vai além do olhar especifico a esta determinada articulação, devemos considerar o corpo físico como um todo, sem esquecer fatores que podem influenciar diretamente na expressividade, postura e funcionalidade.

www.vittalisa.com.br 4726-8522

Posted in biomecânica, dor lombar, pilates em mogi das cruzes, REABILITAÇÃO | Comments Off on Funcionalidade da coluna torácica !