ATIVIDADE FÍSICA NO INVERNO: QUAL A IMPORTÂNCIA DE SE EXERCITAR EM DIAS FRIOS?

Antes de explicar a importância de praticar atividade física no inverno, vou falar um pouco sobre temperatura.

A temperatura é uma variável crítica na saúde e na doença. A restrição da temperatura central do corpo humano dentro de um grau ou dois de 37 ° C – que é a temperatura ideal para a função celular normal – ocorre de três maneiras.

O 1º é o clima estável, que mantém as temperaturas na maior parte da superfície do planeta Terra dentro de uma faixa compatível com a vida humana.

O 2º é o sistema nervoso autônomo, que reage de maneira robusta aos desafios térmicos, orquestrando um conjunto complexo de respostas neurais abaixo do nível da percepção consciente.

As respostas autonômicas ao estresse pelo frio incluem vasoconstrição cutânea para reter o calor corporal, bem como a termogênese metabólica e de tremores. As respostas autonômicas ao estresse térmico incluem vasodilatação cutânea, que libera o calor pela perda de calor radiante e convectiva e sudorese, que libera o calor por evaporação.

O 3º e talvez menos previsível é o comportamento humano, que responde ao estímulo sensório térmico, buscando calor ou frescor, mas que também é responsável por levar as pessoas a situações de estresse pelo frio e calor.

Desta forma, nós sabemos que com a chegada do inverno, as queixas de dor são mais frequentes. Alguns fatores que contribuem para o aumento da dor no inverno são:

Aumento da Tensão das Fibras Musculares

Contração dos Vasos Sanguíneos – Dificultando a Irrigação Sanguínea

Redução da Lubrificação da Articulação

Os nossos músculos se contraem para tentar aumentar a produção de calor, desta forma, aumentando a tensão nas fibras musculares.

A vasoconstrição periférica é feita, pois, os vasos sanguíneos da região periférica se contraem e direcionam o sangue para o tronco, a fim de manter a temperatura favorável aos nossos órgãos vitais (coração, pulmão, cérebro e também os órgãos abdominais).

Desta forma, os músculos recebem um aporte menor de sangue, causando uma maior sensibilidade à dor.

O frio é responsável por provocar o espessamento do líquido responsável pela lubrificação das nossas articulações, gerando limitação e dor durante todo o arco de movimento.

É muito comum as pessoas deixarem de praticar atividades físicas durante essa época do ano. O que acaba acentuando as dores e rigidez muscular. Por isso é muito importante manter seus hábitos saudáveis.

Outro ponto que devemos citar é que pode-se desencadear crises depressivas durante esta estação do ano, devido aos dias nublados e cinzentos. A estimativa é de que, em países onde o inverno é bastante rigoroso e com dias de pouca luminosidade, cerca de 10% da população desenvolva a depressão de inverno, ou depressão sazonal.

Já em países com temperaturas amenas no inverno, como o Brasil, por exemplo, o mal atinge 1% da população. Embora a incidência de casos seja maior em países com invernos rigorosos, é preciso atentar para os sintomas, principalmente se forem recorrentes.

Por isso, precisamos incentivar ainda mais a prática de atividade física no inverno, para prevenir o surgimento ou a acentuação de sintomas musculoesqueléticos, bem como a propensão de sintomas depressivos.

Podemos destacar o Pilates como uma ótima atividade física no inverno, para enfrentar os dias frios e trabalhar o corpo e mente como um todo.

POR QUE O MÉTODO PILATES?

O alongamento que o Pilates proporciona aos seus praticantes, ajuda a manter o alongamento da fibra muscular, diminuindo a tensão deles durante o inverno. Além do mais, proporciona consciência corporal, força muscular, melhora da capacidade respiratória e também uma sensação de bem estar.

 

By>http://blogpilates.com.br/atividade-fisica-no-inverno/

 

Está esperando o quê?

Agende uma aula experimental!

 

☎ 4726-8522 /📲 95077-3794 / 🖥 www.vittalisa.com.br

 

 

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.