BENEFÍCIOS DO PILATES PARA CICLISTAS

 

Não é novidade que o Pilates é um dos exercícios mais indicados como complemento para quem é esportista. Os ciclistas que incluem o método no treinamento de rotina melhoram não só a força, mas a postura, o equilíbrio e a agilidade na execução dos movimentos. Uma sessão de Pilates duas a três vezes por semana é muito eficaz no desempenho desse atleta.

Para ajudar a enfrentar essa situação, o Pilates oferece exercícios com ênfase na força, equilíbrio global e flexibilidade dos ciclistas. Os exercícios de Pilates são direcionados para desenvolver força na musculatura profunda do abdome e coluna vertebral, retirando a pressão da musculatura superficial, promovendo sua utilização mais equilibrada e eficiente.

O Pilates também corrige os desequilíbrios musculares, muito comuns no ciclismo. Esse esporte trabalha principalmente o quadríceps, por isso é importante fortalecer os músculos da coxa, para estabilizar as pernas e manter as articulações do joelho e quadril.

A chave do Pilates para ciclistas é que cada movimento exige alinhamento da pelve, o que requer movimentos sutis do tronco associados à respiração.  A técnica aumenta a força das pernas e na parte superior do corpo, o que ajuda o ciclista a manter a postura correta e ter maior impulsão nas pedaladas. Outra vantagem é o alongamento dos flexores do quadril e do quadríceps, o que reduz as dores lombares e nas costas.

O exercício melhora o equilíbrio do ciclista, contribuindo para minimizar as quedas frequentes e promovendo uma maior consciência corporal. As técnicas de respiração do Pilates também ajudam no aumento da resistência do atleta. Utilizando exercícios específicos, é possível acelerar a recuperação das pernas cansadas, trabalhando a circulação.

By:revistapilates.com

Imagem\google

Venha fazer Pilates na Vittalisa!

Marque agora mesmo sua aula experimental!

Telefone: 4726-8522/WhatsApp: 95077-3794

www.vittalisa.com.br

Rua José Urbano Sanches, nº 91 – Vila Oliveira

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.