PILATES NO TRATAMENTO DA ESPONDILÓLISE E ESPONDILOLISTESE

 

A espondilolistese é um deslocamento anterior ou posterior de uma vértebra sobre a outra e, geralmente, está associada a uma progressão da espondilólise (defeito com descontinuidade óssea do segmento intervertebral).

Por esse motivo, estas duas condições clínicas normalmente são estudadas conjuntamente.

Um dos métodos mais indicados de tratamento da dor causada por essas condições é o Pilates.

O Método Pilates proporciona reeducação postural, equilíbrio muscular e melhora funcional, culminando na diminuição das dores lombares e da incidência de patologias da coluna através do fortalecimento da musculatura estabilizadora da coluna.

Isto se deve ao fato de exigir constantemente a ativação do powerhouse associado à mecânica respiratória durante todos os exercícios promovendo estabilização dinâmica e estática da coluna durante a execução dos exercícios.

Os exercícios de alongamento e fortalecimento do Pilates enfatizam o trabalho da musculatura estabilizadora de coluna (cadeia posterior, paravertebrais e abdominais), promovendo alinhamento e estabilização vertebral, evitando a evolução do deslizamento da vértebra e consequentemente reduzindo o quadro álgico e melhorando a qualidade de vida do paciente.

Agende uma aula experimental na Vittalisa!

 4726-8522 / 📲 95077-3794 / 🖥 www.vittalisa.com.br<br>
Rua José Urbano Sanches, 91 – Vila Oliveira.

Posted in Uncategorized | Comments Off on PILATES NO TRATAMENTO DA ESPONDILÓLISE E ESPONDILOLISTESE

PODEMOS APLICAR PILATES SUSPENSO EM ALUNOS COM PATOLOGIAS NA COLUNA?

De longe, as patologias mais encontradas atualmente nos Studios de Pilates são as de coluna. Seja lombalgia, hérnia de disco, hiperlordose ou cervicalgia, você tem pelo menos um aluno que reclama de dores nas costas.

Vários fatores contribuem para esse alto índice, sendo a má postura um dos principais. Mas assim como a falta de atenção à nossa coluna, o sedentarismo e a obesidade podem ajudar a desencadear alguma patologia.

Um estudo realizado pela Organização Mundial da Saúde, concluiu que 80% da população mundial tem ou terá algum evento de dor nas costas. E esses são dados preocupantes!

 

MAS COMO PREVENIR OU TRATAR DORES OU LESÕES CAUSADAS POR PATOLOGIAS?

Um ótimo aliado ao tratamento e prevenção é o Método Pilates. Baseado em 6 princípios, os exercícios desenvolvidos combinam fluidez com concentração, o que evita que os exercícios sobrecarreguem ainda mais a coluna, ocasionando lesões, como é o caso por exemplo de exercícios de musculação, feitos sem o acompanhamento de um profissional.

Mas, e o Pilates Suspenso? Você já pensou na possibilidade de utilizar os exercícios em suspensão para tratar uma patologia da coluna?

Existe um pré-conceito quanto ao tratamento da coluna com esse tipo de exercício, mas mostraremos que é sim possível. O treinamento de Pilates Suspenso contém vários exercícios que educam a postura, auxiliando no tratamento da patologia.

 

PILATES SUSPENSO

O Pilates Suspenso nada mais é do que uma variação do Pilates convencional, em equipamentos criados para esse método. A ideia principal é utilizar a gravidade a seu favor, assim como realizar movimentos desafiadores.

Dessa forma, o treinamento suspenso combina equilíbrio, coordenação motora e resistência corporal.

Os exercícios consistem na realização de movimentos com o corpo suspenso em partes ou por completo, onde a principal ferramenta é o peso corporal utilizado.

Os exercícios em suspensão, independentemente de serem usados como parte da aula, ou durante uma aula inteira, buscam a integração corpo e mente, além de trabalhar capacidades físicas como força, resistência, estabilidade, alongamento e equilíbrio.

Mas, ao contrário do que pensam, os exercícios não exigem alto grau de experiência, e o nível de dificuldade pode ser variado, o que permite que tanto atletas profissionais, quanto iniciantes possam praticar o Pilates Suspenso.

Além disso, pode ser praticado por vários públicos, como crianças, idosos, e pessoas que possuem patologias de coluna. É sobre esse último grupo que iremos falar!

Um dos diferenciais do Pilates Suspenso, além dos benefícios vindos do Método, é a possibilidade de ser uma atividade diferenciada e nova que tira o aluno da rotina e da zona de conforto, e o convida para algo totalmente inovador.

 

PILATES SUSPENSO PARA PATOLOGIAS DA COLUNA

Quando falamos de Pilates Suspenso aplicado à Coluna, ainda temos uma barreira, não só pelo aluno que tem medo de realizar um exercício que aparentemente seria contra indicado, mas também pelo profissional que não está 100% familiarizado com a metodologia.

Assim como no Pilates convencional é muito importante prestar atenção no atendimento personalizado, focado nas necessidades e prioridades de cada aluno. Não podemos ter pressa ou pular etapas do tratamento.

Por isso, precisamos reforçar a importância de compreender a PATOLOGIA de cada aluno e sabê-la tratá-la de forma eficaz com o Pilates Suspenso, entendendo cada movimento, o objetivo de cada exercício, assim como os grupos musculares trabalhados e as contra indicações.

Apenas dessa forma você conseguirá um tratamento efetivo para o seu aluno, de acordo com as necessidades individuais e contra indicações.

Ao trabalhar patologias de coluna no Pilates Suspenso, podemos e devemos usar o Columpio. Nele, é possível trabalhar o ganho de flexibilidade, força e resistência muscular.

Todas essas características são essenciais na realização de uma postura correta, sempre utilizando os princípios de respiração e controle na execução dos movimentos.

Além disso, por não conter elasticidade no tecido, o equipamento nos permite trabalhar a técnica de descompressão vertebral, através da tração que o material proporciona. Conseguimos também trabalhar diversas posturas, sempre visando o alinhamento postural do aluno.

 

CONCLUINDO…

Que você já tinha ouvido falar em Pilates Suspenso é um fato, mas e que ele poderia ser um ótimo aliado ao tratamento de patologias da coluna?

Todos os benefícios do Método Pilates podem ser aplicados em suspensão, para os diferentes tipos de público do seu Studio, desde que cada aula seja própria para o tipo de problema e patologia que o aluno possui.

By:http://blogpilates.com.br/pilates-suspenso-patologias-na-coluna/

 

Gostou da matéria?

Venha conhecer a Vittalisa e marcar uma aula experimental!

☎️ 4726-8522 / 📲 95077-3794 / 🖥️ www.vittalisa.com.br

🏡 Rua José Urbano Sanches, 91 – Vila Oliveira

Posted in Uncategorized | Comments Off on PODEMOS APLICAR PILATES SUSPENSO EM ALUNOS COM PATOLOGIAS NA COLUNA?

TUDO SOBRE PILATES NA FIBROMIALGIA QUE VOCÊ PRECISA SABER!

A fibromialgia é uma síndrome crônica que incomoda diariamente o indivíduo portador. Ela é caracterizada pela dor neuromuscular, afetando diretamente de forma funcional, pois envolve músculos, ligamentos e tendões. Isso acontece devido disfunções neurofisiológicas envolvendo, principalmente, o sistema nervoso central (SNC).

De cada 10 pacientes com fibromialgia, 9 são mulheres com idade entre 30 e 50 anos. Essa síndrome deteriora significativamente a qualidade de vida de seus portadores. Pois, além de ser um importante problema de saúde, também se torna um problema sócio-econômico.

O diagnóstico muitas vezes é difícil, pois não existem exames laboratoriais que confirmem o quadro de fibromialgia. Os critérios para diagnóstico é a anamnese e exame físico, que é realizado através da digito-pressão em 18 pontos específicos do corpo. O critério de resposta dolorosa, em pelo menos 11 desses 18 pontos, é considerado como um dos critérios de diagnóstico.

Muitos pacientes não conseguem distinguir o local da dor, se ela é muscular ou articular, pois referem que não há um lugar no corpo que não doa. Isso acontece porque os pacientes com fibromialgia apresentam uma sensibilidade à dor maior, do que pessoas sem a condição.

SABE POR QUE ISSO OCORRE?

Porque há um desequilíbrio na produção dos neurotransmissores cerebrais. A redução da serotonina e a elevação da substancia P, provoca uma hipersensibilidade a estímulos que normalmente não causariam dor. Sendo assim o paciente sente dor com maior intensidade.

CAUSAS DA FIBROMIALGIA

O motivo pelo qual algumas pessoas desenvolvem a fibromialgia e outras não, ainda são desconhecidos. Porém, seu surgimento está associado à alguns fatores:

Genética: Em pessoas da mesma família é comum encontrar outros portadores da doença;

Indivíduos portadores de lúpus; artrite reumatoide ou espondilite anquilosante estão susceptíveis a ter fibromialgia;

Fatores como sedentarismo, situações de estresse e eventos traumáticos, também são associados à Fibromialgia.

SINTOMAS DA FIBROMIALGIA

Os sintomas mais comuns na fibromialgia são as dores difusas e a hipersensibilidade ao toque nos pontos gatilhos, a frequência, o grau e a localização da podem variar de um dia para o outro. Além destes existe outros sintomas e aspectos que afetam o dia a dia do indivíduo portador de fibromialgia:

Fadiga; Distúrbio do Sono – Sono Superficial e/ou Interrompido; Apneia do Sono; Cefaleia; Ansiedade; Tontura; Mudanças de Humor; Depressão; Dificuldade para Raciocinar e Memorizar; Síndrome das Pernas Inquietas;

Cólon Irritado (Diarreia e/ou Prisões de Ventre); Rigidez Matinal; Contratura Muscular;

Formigamento e Dormência na Face, Braços, Mãos, Pernas e nos Pés; Déficit de Equilíbrio.

 

BENEFÍCIOS DO PILATES NA FIBROMIALGIA

Antigamente quem tinha dor generalizada não era levada muito a sério, hoje em dia há vários recursos que auxiliam o paciente a adquirir melhor qualidade de vida. Entre eles está o Pilates, que cada dia mais vem conquistando novos adeptos à praticar o Método, principalmente os portadores de fibromialgia.

Geralmente as pessoas que sofrem de fibromialgia tem a musculatura tensa e fadigada, o que propicia a ter algumas alterações posturais desencadeadas pelo desequilíbrio muscular.

O Pilates na fibromialgia é aplicado nesses pacientes com exercícios de baixo impacto, o que traz benefícios à saúde do praticante, como:

Fortalecimento Muscular Global; Melhora as Funções Neuromusculares; Correção Postural;

Melhora a Circulação e Oxigenação das Fibras Musculares; Diminui as Contraturas através do Relaxamento Muscular; Aumenta e mantém a Flexibilidade Muscular; Aumenta a Coordenação e Equilíbrio; Melhora a Mobilidade Articular; Melhora a Capacidade Respiratória; Garante melhor Condicionamento Físico e Mental; Alivia o Estresse e a Ansiedade.

Estes são alguns dos benefícios do Pilates na Fibromialgia, que ajudam a manter os músculos condicionados e saudáveis, diminuindo a intensidade da dor e, deste modo, facilitando na realização das atividades do dia a dia.

Por este motivo é muito importante a prática regular de Pilates na fibromialgia, pois quando realizado o organismo reage estimulando a liberação de endorfinas que atua como efeito analgésico, proporcionando a sensação de bem estar ao praticante.

By: http://blogpilates.com.br/pilates-na-fibromialgia/

 

Agende uma aula experimental!

☎ 4726-8522 /📲 95077-3794 / 🖥 www.vittalisa.com.br

Posted in Uncategorized | Comments Off on TUDO SOBRE PILATES NA FIBROMIALGIA QUE VOCÊ PRECISA SABER!

PILATES NO PÓS PARTO

Geralmente, os exercícios no período pós parto, podem ser recomendados 30 dias após o parto normal e 45 dias após a cesariana, se não houver complicações, porém é sempre interessante receber a aluna somente com autorização médica, assim você terá certeza que ela estará apta para se exercitar.

Em geral, muitas alterações provocadas pelo período gestacional e pelo parto regridem nas primeiras semanas, entretanto algumas ainda podem estar presentes, por isso é importante saber quais são elas.

Após o parto, o útero diminui, em média, 0,7 cm por dia, ao final da segunda semana, não é mais palpado no abdômen e, com 6 semanas, retorna às condições pré-gravídicas. A partir dessa informação temos que ter consciência que a aluna está passando ou já passou por essas transformações que podem gerar incômodos.

A região perineal apresenta-se edemaciada e normalmente esse quadro regride em 1 a 2 semanas após o parto. O tônus muscular dessa região pode restabelece-se em 6 semanas, dependendo do grau de lesão durante o parto. Com relação ao trato urinário, alterações morfológicas podem persistir por 3 meses após o parto.

O parto vaginal especialmente, é um dos maiores fatores de desenvolvimento de incontinência urinária no pós parto imediato, devido a lesões nas estruturas do aparelho urinário e demais estruturas adjacentes.

A parede abdominal e o peritônio tornam-se flácidos, e as vísceras, aos poucos, voltam à posição original. No período inicial do pós parto é comum a presença da diástase dos músculos reto-abdominais.

A mulher pode ainda apresentar alterações em outros sistemas, como o cardiovascular, que geralmente retorna para níveis semelhantes ao pré gestacional após 6 a 12 semanas.

O método Pilates é um método seguro e pode auxiliar na recuperação durante esse período ou ainda colaborar para que a aluna retorne a prática de exercícios.

No entanto, devemos estar atentos com relação a algumas particularidades do período.

Os efeitos da relaxina podem ser manifestados em até 12 semanas após o parto, por esse motivo, evite exercícios que trabalham alongamentos em grandes amplitudes durante esse período.

O abdômen é uma das regiões que mais merecem atenção no pós parto.

Durante a gravidez, o estiramento da musculatura abdominal ocorre principalmente em consequência ao crescimento uterino.

Alterações posturais que ocorrem durante a gestação também podem alterar o vetor de força muscular e colaboram para esse processo.

Essas modificações predispõem à separação dos feixes dos músculos retos abdominais, predispondo a diástase dos músculos reto-abdominais, que devido à disposição em “V” desses músculos, tende a ser maior na porção supraumbilical do que na infraumbilical.

Lembre-se que o período que ocorre a flacidez da musculatura abdominal fisiológica deve ser respeitado. Em geral, a recuperação do tônus da musculatura da parede abdominal, ocorre em média 6 semanas após o parto.

Esse processo é lento e muitas vezes pode ocorrer de maneira imperfeita. Por isso, a avaliação dessa região é importante quando nos deparamos como uma aluna no período pós parto.

 

Agende uma aula experimental!

☎ 4726-8522 /📲 95077-3794 / 🖥 www.vittalisa.com.br

Posted in Uncategorized | Comments Off on PILATES NO PÓS PARTO

10 BENEFÍCIOS DO PILATES NA GESTAÇÃO

1) Trabalho da Respiração: durante a gestação a frequência respiratória aumenta e o volume residual diminui, e a respiração fica mais profunda. O trabalho da respiração auxilia na otimização dos padrões respiratórios, melhorando assim, a sensação de cansaço, ativação de músculos do tronco e abdômen que trabalham quando respiramos profundamente, melhora da consciência corporal que além de corrigir a postura, ajuda a acalmar.

2) Fortalecimento da Musculatura do Abdômen: o Pilates além de trabalhar os músculos abdominais superficiais, também ativa um músculo mais profundo chamado de transverso do abdômen. A ativação de todos esses músculos é importante durante a gravidez, pois normalmente eles se distendem trazendo desequilíbrios posturais.

3) Fortalecimento de Assoalho Pélvico: assoalho pélvico fortalecido melhora a capacidade de estirar e relaxar mais facilmente durante o parto, melhorando a circulação na região pélvica, previne incontinência urinaria, apoia os órgãos da pelve e previne o mau alinhamento das articulações do quadril e sacrilíacas.

4) Otimização da Postura: o crescimento do útero gera um deslocamento do centro de gravidade podendo levar a alterações posturais, o Pilates vem para auxiliar e reeducar os movimentos, ajudando a amenizar desconfortos e quadros de dor.

5) Melhora da Circulação: os exercícios de Pilates por serem dinâmicos promovem uma melhora da circulação sanguínea em todo o corpo, prevenindo cãibras e inchaços nas extremidades.

6) Preparo Para o Parto: os exercícios promovem uma interação entre corpo e a mente, conscientizando a gestante sobre as modificações que irá acontecer no decorrer da gestação, dando um maior suporte para o parto.

7) Fortalecimento de Membros Superiores e Inferiores: durante os exercícios trabalha-se com o corpo como um todo, ajudando assim, a fortalecer membros superiores e inferiores para ajudar a futura mamãe a ter uma melhor qualidade de vida.

8) Atividade de Baixo Impacto: exercícios de baixo impacto articular, o que não provoca sobrecarga nas articulações da gestante.

9) Bem estar Físico e Mental: os exercícios associados com a respiração promove relaxamento e bem estar físico em geral.

10) Qualidade de Vida: como qualquer outra atividade física juntamente com seus benefícios possibilita uma melhora na qualidade de vida.

Agende uma aula experimental!

☎️ 4726-8522 /📲 95077-3794 / 🖥️ www.vittalisa.com.br

 

Posted in Uncategorized | Comments Off on 10 BENEFÍCIOS DO PILATES NA GESTAÇÃO

POR QUE PRATICAR PILATES NA GESTAÇÃO?

Pilates é um conjunto de exercícios que leva em consideração a qualidade e não a quantidade dos movimentos e respeita a particularidade de cada aluno. Foi criado por Joseph Pilates, e uma das indicações de se trabalhar com Pilates é na Gestação.

Durante a gestação acontece um período de intensas mudanças na vida da mulher, sendo elas, fisiológicas, familiares e psicológicas.

A prática do método Pilates durante a gestação vem com intuito de amenizar essas mudanças e passar informações necessárias para um parto bem sucedido, promovendo bem estar físico e qualidade de vida para a gestante.

Durante a gestação, o assoalho pélvico auxilia na sustentação do útero gravídico, e é comum a partir do segundo ou terceiro trimestre de gestação ele dar indícios de que está fraco.

Um dos sinais que podem aparecer é a incontinência urinaria, sendo por urgência, que é a perda involuntária de urina acompanhada de urgência, ou incontinência urinaria por esforço, que é a perda passiva de urina devido a um aumento da pressão abdominal, como tossir, respirar ou rir.

Além disso, podem relatar desconforto na região lombar ou mesmo dor em sínfise púbica. Portanto todas as mulheres precisam e devem fortalecer assoalho pélvico e se tratando de período gestacional, mais ainda.

Quanto mais a barriga cresce mais desorganizado fica o centro (estruturas em geral).

Outro item importante que acaba acontecendo muitas vezes é a diástase ocorre em cerca de 66% das gestantes, que é o afastamento dos feixes do reto abdominal e da linha alba.

Se não ocorrer durante a gestação, ela tende a se desenvolver durante o segundo estágio do trabalho de parto. Se a mãe prender demais a respiração ao fazer força para empurrar o bebê que acaba sendo direcionado em direção a parede abdominal.

No último mês de gestação é importante trabalhar com respiração profunda, relaxamento de abdômen e pelve.

Oferecer a gestante apoios como rolos, toalhas enroladas para proporcionar uma percepção do espaço, vivenciar posturas que promovam a abertura de pelve para o encaixe do bebê.

Nossa principal preocupação deve ser sempre a segurança do bebê e da gestante e o bem estar físico e mental proporcionando uma melhor qualidade de vida.

 

Agende uma aula experimental!

☎ 4726-8522 /📲 95077-3794 / 🖥 www.vittalisa.com.br

 

 

 

Posted in Uncategorized | Comments Off on POR QUE PRATICAR PILATES NA GESTAÇÃO?

ATIVIDADE FÍSICA NO INVERNO: QUAL A IMPORTÂNCIA DE SE EXERCITAR EM DIAS FRIOS?

Antes de explicar a importância de praticar atividade física no inverno, vou falar um pouco sobre temperatura.

A temperatura é uma variável crítica na saúde e na doença. A restrição da temperatura central do corpo humano dentro de um grau ou dois de 37 ° C – que é a temperatura ideal para a função celular normal – ocorre de três maneiras.

O 1º é o clima estável, que mantém as temperaturas na maior parte da superfície do planeta Terra dentro de uma faixa compatível com a vida humana.

O 2º é o sistema nervoso autônomo, que reage de maneira robusta aos desafios térmicos, orquestrando um conjunto complexo de respostas neurais abaixo do nível da percepção consciente.

As respostas autonômicas ao estresse pelo frio incluem vasoconstrição cutânea para reter o calor corporal, bem como a termogênese metabólica e de tremores. As respostas autonômicas ao estresse térmico incluem vasodilatação cutânea, que libera o calor pela perda de calor radiante e convectiva e sudorese, que libera o calor por evaporação.

O 3º e talvez menos previsível é o comportamento humano, que responde ao estímulo sensório térmico, buscando calor ou frescor, mas que também é responsável por levar as pessoas a situações de estresse pelo frio e calor.

Desta forma, nós sabemos que com a chegada do inverno, as queixas de dor são mais frequentes. Alguns fatores que contribuem para o aumento da dor no inverno são:

Aumento da Tensão das Fibras Musculares

Contração dos Vasos Sanguíneos – Dificultando a Irrigação Sanguínea

Redução da Lubrificação da Articulação

Os nossos músculos se contraem para tentar aumentar a produção de calor, desta forma, aumentando a tensão nas fibras musculares.

A vasoconstrição periférica é feita, pois, os vasos sanguíneos da região periférica se contraem e direcionam o sangue para o tronco, a fim de manter a temperatura favorável aos nossos órgãos vitais (coração, pulmão, cérebro e também os órgãos abdominais).

Desta forma, os músculos recebem um aporte menor de sangue, causando uma maior sensibilidade à dor.

O frio é responsável por provocar o espessamento do líquido responsável pela lubrificação das nossas articulações, gerando limitação e dor durante todo o arco de movimento.

É muito comum as pessoas deixarem de praticar atividades físicas durante essa época do ano. O que acaba acentuando as dores e rigidez muscular. Por isso é muito importante manter seus hábitos saudáveis.

Outro ponto que devemos citar é que pode-se desencadear crises depressivas durante esta estação do ano, devido aos dias nublados e cinzentos. A estimativa é de que, em países onde o inverno é bastante rigoroso e com dias de pouca luminosidade, cerca de 10% da população desenvolva a depressão de inverno, ou depressão sazonal.

Já em países com temperaturas amenas no inverno, como o Brasil, por exemplo, o mal atinge 1% da população. Embora a incidência de casos seja maior em países com invernos rigorosos, é preciso atentar para os sintomas, principalmente se forem recorrentes.

Por isso, precisamos incentivar ainda mais a prática de atividade física no inverno, para prevenir o surgimento ou a acentuação de sintomas musculoesqueléticos, bem como a propensão de sintomas depressivos.

Podemos destacar o Pilates como uma ótima atividade física no inverno, para enfrentar os dias frios e trabalhar o corpo e mente como um todo.

POR QUE O MÉTODO PILATES?

O alongamento que o Pilates proporciona aos seus praticantes, ajuda a manter o alongamento da fibra muscular, diminuindo a tensão deles durante o inverno. Além do mais, proporciona consciência corporal, força muscular, melhora da capacidade respiratória e também uma sensação de bem estar.

 

By>http://blogpilates.com.br/atividade-fisica-no-inverno/

 

Está esperando o quê?

Agende uma aula experimental!

 

☎ 4726-8522 /📲 95077-3794 / 🖥 www.vittalisa.com.br

 

 

Posted in Uncategorized | Comments Off on ATIVIDADE FÍSICA NO INVERNO: QUAL A IMPORTÂNCIA DE SE EXERCITAR EM DIAS FRIOS?

PILATES SOLO OU MAT PILATES

O Pilates Mat ou de solo consiste na realização de um conjunto de exercícios controlados que envolvem a participação de corpo e mente proporcionando um desenvolvimento harmonioso de toda a musculatura do corpo. E todos esses exercícios são realizados sobre um tapete.

A combinação de movimentos de mobilidade, força e flexibilidade ajuda a melhorar a postura, reduz o stress e tensões musculares, criando um corpo longilíneo e saudável.

Na verdade, a lista de benefícios dessa forma de treino é muito extensa: melhoria da consciência corporal, melhoria da postura, melhoria na qualidade da respiração, tonificação muscular, coordenação e equilíbrio.

A utilização do peso do corpo como carga tensional nos exercícios aumenta consideravelmente o nível de dificuldade, e por isso, muitos dos exercícios realizados no MAT devem ser adaptados ao nível dos alunos. Apenas um aluno muito experiente conseguirá realizar o repertório original de Pilates na sua perfeição, e mesmo assim, como todos os praticantes, precisará de uma correção ativa por parte do professor. Enquanto isso, o Pilates de aparelho é destinado aos treinos individualizados ou com necessidades específicas de treinamento.

O Pilates MAT prima pela qualidade de execução do movimento e não pela quantidade de exercícios ou de repetições. Todos os movimentos devem ser realizados com muita concentração e consciência corporal, utilizando a força de gravidade para fortalecer a musculatura. A musculatura abdominal é o foco central desses exercícios e sua ativação deve estar sincronizada com a respiração torácica lateral.

E é justamente os exercícios de MAT que são mais exigentes do ponto de vista da ativação do centro (powerhouse) e manutenção da coluna neutra. Isso porque, não existe nenhum equipamento a ajudar a manter o alinhamento ou a aliviar a intensidade do esforço. Por isso, quem acredita que o treino nos grandes aparelhos é mais intenso fisicamente do que o treino no MAT está enganado!

Os principais acessórios utilizados na aula de Pilates MAT, que ajudam a desafiar ou a facilitar o aluno a desenvolver a flexibilidade, a força e a capacidade perceptiva são: bola, foam roller, isotoner, thera band, molas, minibolas e bases de equilíbrio.

 

Venha conhecer e ficar por dentro do mundo Pilates!

Marque uma aula experimental!

☎️ 4726-8522 ou 📲 95077-3794

www.vittalisa.com.br

Posted in Uncategorized | Comments Off on PILATES SOLO OU MAT PILATES

PARA FINALIZAR NOSSA SEMANA DE EQUIPAMENTOS DO MÉTODO PILATES, VAMOS CONHECER O REFORMER

O Reformer é um grande equipamento de Pilates que se assemelha a uma cama deslizante com molas. É utilizado para trabalhar toda a musculatura do corpo nas posições vertical, sentado, em quatro apoios e em pé.

O Reformer é composto por um carrinho com estofo macio que desliza sobre trilhos e é preso por um sistema de molas com ajuste por níveis de intensidade. Pode ter ou não uma torre de molas e normalmente vem com uma caixa que auxilia a execução dos exercícios sentado.

Neste equipamento é possível trabalhar através dessas resistências, o alinhamento do corpo, o power house, a força e a mobilidade conjugando todos os princípios do Pilates.

Joseph Pilates acreditava que realizar exercícios na posição horizontal era útil no alívio do estresse e tensão das articulações, no alinhamento do corpo e mudando as forças gravitacionais nas várias posições.

Quando Joseph Pilates criou o seu método, estava em uma missão pessoal de transformar corpos, de deixá-los mais equilibrados e menos doentes.

Originalmente, Pilates chamou a máquina Universal Reformer porque “reformava” todo o corpo e “universal” pois poderiam ser feitos todos os movimentos possíveis de se imaginar (todos os planos de movimento).

Segundo Pilates, ao treinar com uma carga externa (molas do Reformer), o movimento humano tornaria-se mais eficiente e harmonioso quando retirássemos a carga, ou seja, na sua condição habitual. Além disso, a resistência oferecida incentiva uma adaptação mais rápida do sistema neuromuscular.

O Reformer foi criado também com o objetivo de lutar contra as adversidades ocasionadas por raquitismo e asma que lhes fora diagnosticado. Diz também a história, que esse equipamento teve como inspiração uma cama onde lhe foram adicionadas molas, com o intuito de reabilitar soldados feridos na guerra.

Após a popularização do equipamento, bailarinos passaram a utilizá-lo para melhorar a sua condição física, prevenir e tratar lesões provenientes do treinamento intensivo.

Venha conhecer e ficar por dentro do mundo Pilates!

 

Marque uma aula experimental!

☎️ 4726-8522 ou 📲 95077-3794

www.vittalisa.com.br

Posted in Uncategorized | Comments Off on PARA FINALIZAR NOSSA SEMANA DE EQUIPAMENTOS DO MÉTODO PILATES, VAMOS CONHECER O REFORMER

DA SÉRIE EQUIPAMENTOS DO MÉTODO PILATES, HOJE VAMOS CONHECER O LADDER BARREL.

 

O Ladder Barrel, traduzido ao pé da letra como “Barril Escada”, é uma das engenhosas invenções de Joseph Pilates.

Esse aparelho de Pilates possui uma superfície curva na forma de barril e uma estrutura que se assemelha a uma escada em madeira conectada a uma espécie de barril por uma base deslizante ajustável ao comprimento da perna do aluno. A escada possui 4 a 5 níveis de altura e tem como função o apoio para os exercícios.

O barril estofado em couro ou em material de borracha tem a função de dar apoio as costas, abdominal e ombros, permitindo um agradável alongamento e ativação da musculatura profunda, mais conhecida como powerhouse.

É um grande equipamento que permite a inclinação do corpo para frente e para trás, isolando toda a musculatura profunda do abdominal. Ele é excelente para movimentos de extensão e flexão da coluna e para o fortalecimento da musculatura do abdômen, pernas, glúteos e coxas.

O Lader Barrel possui como principal função isolar a musculatura profunda que ajuda no controle postural e desafia o corpo trabalhando em todos os planos de movimento possíveis.

É conhecido também por ser eficaz no alongamento dos flexores do quadril e isquiotibiais. Melhora a flexibilidade dessa musculatura em especial, melhora a qualidade da marcha e da corrida, melhora a postura e ajuda a evitar dores nas costas e no quadril, assim como, alguns tipos de lesões.

 

Venha conhecer e ficar por dentro do mundo Pilates!

 

Marque uma aula experimental!

☎️ 4726-8522 ou 📲 95077-3794

www.vittalisa.com.br

Posted in Uncategorized | Comments Off on DA SÉRIE EQUIPAMENTOS DO MÉTODO PILATES, HOJE VAMOS CONHECER O LADDER BARREL.