Pilates é indicado para pacientes com fibromialgia! 


A fibromialgia pode ser entendida como uma síndrome clínica dolorosa de origem e causa ainda inconclusivas. Diante da variedade de sintomas apresentados, torna-se difícil seu diagnóstico, podendo ser confundida com diversas outras doenças quando estas cursam com quadros de dor difusa e fadiga.

Além da dor difusa em musculatura esquelética e do achado físico de múltiplos pontos sensíveis, a maior parte dos pacientes com fibromialgia também relata fadiga, rigidez muscular, dor após esforço físico e alterações no sono. Pode também haver sintomas de depressão, ansiedade, deficiência de memória, desatenção, cefaleia tensional ou enxaqueca, tontura, vertigens, parestesias (formigamentos), entre diversos outros sintomas não relacionados ao aparelho locomotor.

A dor é o principal sintoma da fibromialgia, por vezes, o nível da dor é tão intenso, que interfere no trabalho, nas atividades de vida diária e na qualidade de vida dos pacientes e o seu controle é um dos grandes objetivos do tratamento.

Há diversos motivos para justificar a atividade física nesta síndrome, dentre elas o aumento de neurotransmissores como a serotonina e o aumento de hormônios como o GH (hormônio do crescimento), além de outras alterações sistêmicas que contribuem diretamente para a melhora da dor, da qualidade do sono, da fadiga, da ansiedade e de outros sintomas. Outro benefício da atividade física é a possibilidade de socialização, contribuindo por influenciar positivamente alguns aspectos psicológicos. Os exercícios físicos têm representado a intervenção não medicamentosa mais empregada e estudada na fibromialgia.

Alguns dos benefícios gerais do método Pilates é melhorar a flexibilidade do corpo e a saúde em geral, com ênfase no tronco, força, postura e coordenação da respiração com movimento, resistência muscular abdominal e equilíbrio estático e dinâmico.

No paciente com fibromialgia, o alívio da dor e a maior flexibilidade fornecida por exercícios de Pilates, pode contribuir para o desempenho físico melhorado e reduzindo as necessidades de energia para o movimento das articulações (por reduzir a tensão do tecido). Outra importante contribuição da técnica de Pilates é evitar posições que exigem recrutamento muscular desnecessário e reduzir a fadiga precoce que prejudica a estabilidade desse paciente.

O acompanhamento de um profissional qualificado para as sessões de Pilates fará com que a conduta dos exercícios seja ainda mais específica e ideal para esse paciente, com foco no trabalho de postura, alongamento e fortalecimento buscando o alívio da dor nas regiões referidas pelo paciente, como coluna lombar e cervical, que são muito afetadas, e diminuição da rigidez.

A fibromialgia não tem cura, por isso é importante que o paciente com essa síndrome seja incentivado a persistir nas sessões de Pilates e no tratamento médico, para que mantenha uma qualidade de vida ideal.

www.vittalisa.com.br 4726-8522

This entry was posted in fibromialgia, pilates em mogi das cruzes. Bookmark the permalink.